domingo, 13 de fevereiro de 2011

Pensar alto

Dá-me ideia que andam muito na net a marcar território, não vá o diabo tece-las. Custa-me entender isso, mas também não tenciono perder tempo com subjectividades dessas. Vá-lá que sou dos que conseguem distinguir quem realmente vale a pena do resto da pandilha pretensiosa. Penso que essa é uma das minhas qualidades. E também o não me apetecer entrar nesse tal jogo do território. Porque é que me havia de apetecer? Gosto de respirar. Ninguém me obriga...