quinta-feira, 19 de setembro de 2013

5.

Tive de lhe dizer que há gente muito boa neste mundo mas que a maioria “mata-te” e ignora-te nas alturas em que estás mais frágil e na merda. São teus amigos? Pois, olha... Maus? Não, cobardes, na melhor das hipóteses. Sentes-te só e nascemos e morremos sós? Eles não, não têm pensamentos desses, zombam de tanta tristeza. Nos funerais até se esquecem quem morreu, no meio de tanto socialite. Não iam perder a oportunidade, a gente já não se via há tanto tempo